SITES NA INTERNET – PARTE 1: Os Primeiros Passos

Sites são sua presença virtual na internet! É uma ferramenta interessante para Entidades Civis, Profissionais Liberais, MEI’s, Empresas Comerciais, Indústrias, etc. Enfim… Para todos!

Existe uma infinidade de tecnologias aplicáveis, técnicas de elaboração, linguagens de codificação, funcionalidades, e muito mais…

Sendo assim, costumamos dizer que, em se tratando de Desenvolvimento Web, “o limite é a nossa imaginação e o quanto se pretende investir”! 

Falando em investimentos, como não poderia ser diferente, não há uma tabela formal de valores. Há quem cobre apenas R$ 300,00 e há quem cobre mais de R$ 20.000,00 por um site desenvolvido.

Por tanto, há que se prestar muita atenção nos diferenciais: atendimento, domínio das ferramentas, tecnologia aplicada, recursos de segurança contra tentativas invasão, Integração com Mídias Sociais, e outros serviços adicionais que possam interessar ao cliente final…

Uma boa opção seria o chamado CMS (Content Management System) Open Source, ou seja, “código aberto”. Dentre os CMS mais conhecidos estão Joomla e WordPress. 

Em linguagem para leigos, podemos dizer que estas são “plataformas prontas”, baseadas na chamada “Web 2.0”, com Área Administrativa para Gerenciamento dos Conteúdos e centenas de ferramentas e funcionalidades pré-desenvolvidas que podemos aplicar no seu projeto.

Apesar de estarem “prontas”, as funcionalidades, por vezes, vêm em outros idiomas ou com algum “bug” ou não se adéquam perfeitamente ao layout ou à demanda do cliente. É aí que entra o trabalho do desenvolvedor! A chamada codificação, mais conhecida como programação e webdesign.

Há diversos tipos de sites: Os “HotSites” (pequenos sites mais objetivos, indicados para eventos ou promoções específicas); Páginas Web chamadas “One Page” (uma única página que contenha, de maneira objetiva, as informações necessárias e o formulário de contatos), os Sites Institucionais, os Sites Comerciais, as Lojas Virtuais, etc.

Na próxima coluna, falaremos sobre a diferença entre “Site” e “Loja Virtual” e também sobre as diferentes linguagens de programação.

Não Perca!